A Paz De Se Enfrentar Uma Batalha

“Não to mandei eu? Sê forte e corajoso…” (Josué 1:9).

“Quem fica deitado pode não cair, mas não aprende a andar.” (Hermógenes)

É muito fácil não adquirir nada para não ter dívidas. É também muito conveniente nada fazer, para não se cansar. É cômodo não sair para evangelizar, para não ter decepções, não se sentir frustrado, não ficar triste ao ouvir alguém recusar o amor do Senhor. Mas… também não haverá a alegria de servir a Cristo, o júbilo de ver uma pessoa perdida ser transformada pelo poder de Deus, o sentimento de olhar para o alto e saber que o nosso Salvador está sorrindo e dizendo: “Muito bem, servo bom e fiel”.

Quando somos ousados e aceitamos o desafio de levar a Palavra de Deus em um trabalho missionário, podemos passar por muitas lutas, por dificuldades financeiras, por momentos de enfermidade e tristeza, porém, são as experiências que mais nos empolgam, que mais nos mostram a fidelidade de Deus e Seu amor para com aqueles a quem convoca para a batalha. essas lutas nos trazem muito mais paz que o conforto de uma vida ociosa sem nada produzir para a glória de Deus.

Glórias a Ele por lutas tão abençoadas.

Paulo Barbosa

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *